Lamentável
Bebê de dois meses morre ao tomar vacina em gotas em posto de saúde no Sertão da Paraíba
Comoção e lágrimas marcaram o velório e sepultamento do pequeno Heitor Lucca

Publicado em 11/02/2020 19:20 - Atualizado em 11/02/2020 19:20

Foto/Reprodução


Um bebê de apenas dois meses morreu após tomar uma vacina em uma Unidade de Saúde no centro da cidade de Bom Sucesso, região de Catolé do Rocha, Sertão da Paraíba.

Em contato por telefone com o Diário do Sertão, Francisco das Chagas de Oliveira Silva falou que seu sobrinho Heitor lucca de Oliveira Almeida, estava com a mãe quando foi levado à unidade de saúde para tomar a vacina via oral (gotinhas), mas após tomar a medicação rapidamente começou a passar mal:

“Depois ele começou a ficar roxinho como se estivesse sem ar”, disse Francisco das Chagas de Oliveira Silva, tio de Heitor.

Diante da situação, familiares acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) que foi até o local e realizou os primeiros atendimentos ao bebê que já estava em parada cardiorrespiratória. Os socorristas realizaram as manobras de ressuscitação cardiopulmonar (RCP) e o bebê transferido para o Hospital Regional de Catolé do Rocha (HRCR) e posteriormente encaminhado à UTI do Hospital Infantil em Patos, mas faleceu horas depois.

“O medico disse que ele broncoaspirou a vacina e o laudo atesta uma reação alérgica.”, disse Francisco.

O pequeno Heitor era filho do casal Mary Daiana de Oliveira Silva e Flávio Maria de Oliveira Almeida e a família morava no Sítio Boqueirão, Zona Rural do município de Bom Sucesso.
Comoção e lágrimas marcaram o velório e sepultamento de Heitor na manhã desta terça-feira (11). Nas redes sociais internautas lamentaram a morte prematura de Heitor.

Familiares e amigos lamentaram o fato nas redes sociais

Outro lado
Em contato com o Diário do Sertão, o secretário de saúde do município de Bom Sucesso, Thiago Ferreira, afirmou que após realização de exames ficou constatado que a reação alérgica causou a morte do bebê:

“Não houve a necessidade de necropsia, inclusive o laudo já saiu e o diagnóstico foi choque anafilático, reação alérgica”, disse Thiago.

Heitor ao lado dos pais (foto: arquivo pessoal)

O que é Rotavírus (rotavirose)?
Segundo o Ministério da Saúde, o Rotavírus (vírus RNA da família Reoviridae, do gênero Rotavírus) é um dos principais agentes virais causadores das doenças diarreicas agudas (DDA) e uma das mais importantes causas de diarreia grave em crianças menores de cinco anos no mundo, particularmente nos países em desenvolvimento.
Como prevenir o Rotavírus (rotavirose)?
Algumas medidas podem prevenir a infecção por Rotavírus (rotavirose), como a administração da vacina para rotavírus humano G1P1[8] (atenuada) em crianças menores de seis meses. O esquema de vacinação é de duas doses exclusivamente por via oral, sendo a primeira aos 2 meses e a segunda aos 4 meses de idade com intervalo mínimo de 30 dias entre as doses.

Quais as contraindicações

A vacina é contraindicada nos seguintes casos: imunodeficiência, uso de imunossupressores ou quimioterápicos, história de doença gastrointestinal crônica, má-formação congênita do trato digestivo não corrigida, história prévia de invaginação intestinal ou história de hipersensibilidade a qualquer componente da vacina.

DIÁRIO DO SERTÃO


250 x 100
250 x 100
Contato
contato.novacruzoficial@bol.com.br

Direção Geral: 84 98718-8468