Na Paraíba
Madrasta suspeita da morte de menino de 4 anos é presa na Paraiba
Em depoimento, ela disse que não agrediu o menino e que ele teria sido picado por uma abelha, ao tentar justificar o inchaço nos olhos da criança

Publicado em 22/09/2020 09:21 - Atualizado em 22/09/2020 09:21

Foto/Reprodução

O resultado da perícia realizada pelo Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) e divulgada nesta segunda-feira (21) confirmou que o menino de 4 anos, morto no último sábado (19) em Campina Grande foi vítima de agressões que provocaram o rompimento do fígado. 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A madrasta que é a principal suspeita do crime está presa preventivamente na carceragem da Central de Polícia e será transferida para a penitenciária feminina de Campina Grande ainda hoje.

Segundo o chefe do Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) de Campina Grande, Márcio Leandro, a violência das agressões fez o menino ter um choque hipovolêmico que gerou um sangramento intenso e o rompimento do fígado.

De acordo com informações da delegada Nercília Dantas, a madrasta é a principal suspeita do crime. 

Em depoimento, ela disse que não agrediu o menino e que ele teria sido picado por uma abelha, ao tentar justificar o inchaço nos olhos da criança. 

O menino chegou já morto ao Hospital de Trauma no sábado (19) por conta de uma queda. 

Do Click PB


Contato
contato.novacruzoficial@bol.com.br

Direção Geral: 84 98718-8468