Na Paraíba
Mulher é morta a tiros dentro de pousada e corpo é encontrado sem roupa, na Paraíba
Pousada ficava em posto de combustíveis. Funcionários ouviram os tiros e viram um homem fugindo a pé com uma arma na mão.

Publicado em 21/05/2020 06:25 - Atualizado em 21/05/2020 06:25

Foto/Reprodução

Do G1 Paraíba - Uma mulher foi morta a tiros na madrugada desta terça-feira (19), dentro de uma pousada, em Marizópolis, na Paraíba. O estabelecimento fica em um posto de combustíveis.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A vítima foi identificada como Lúcia Suelen da Silva Sampaio, de 28 anos, natural do Ceará, conforme informações da Polícia Militar da Paraíba. O crime aconteceu por volta das 3h30. Funcionários do posto disseram que ela e um homem estavam hospedados há três dias no local e na madrugada desta terça foram ouvidos os disparos.

Após os tiros, o homem fugiu a pé do local com uma arma na mão. Quando os funcionários foram até o quarto, encontraram a vítima sem roupa e caída ao chão. Até as 6h50 ninguém havia sido preso suspeito de ter cometido o crime.

Investigação

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O assassinato da jovem Lúcia Suelen Sampaio da Silva, de 28 anos, está sendo investigado pela polícia como feminicídio. O único suspeito do crime, de aproximadamente 40 anos, teria um relacionamento amoroso com ela, de acordo com a Polícia Civil. O crime aconteceu na madrugada de terça-feira (19), dentro de uma pousada, em Marizópolis, Sertão da Paraíba.

Feminicídio é o assassinato de uma mulher cometido devido ao fato de ela ser mulher ou em decorrência da violência doméstica. Foi inserido no Código Penal como uma qualificação do crime de homicídio em 2015 e é considerado crime hediondo.

De acordo com o delegado Antônio Luís Barbosa Neto, a Polícia Civil já solicitou a perícia no local do crime e está levantando informações sobre o caso. O delegado ressalta que qualquer informação sobre o crime pode ser relatada através do número 197.

A pousada, localizada em um posto de gasolina, registrou imagens do suspeito. De acordo com testemunhas, Lúcia e um homem estavam hospedados há três dias no local e se comportavam como um casal. No dia do crime, uma outra mulher foi vista entrando no quarto e um homem foi visto saindo do local com uma arma na mão.

Lúcia, de 28 anos, era natural do Crato, no Ceará. A Polícia Civil continua investigando o caso


Contato
contato.novacruzoficial@bol.com.br

Direção Geral: 84 98718-8468