Veja os Detalhes
Homem preso pela PRF em Canguaretama tem imóvel avaliado em R$ 1,2 milhão
A propriedade está localizada na Zona Rural de São José de Mipibu, na comunidade do Sítio Malhada

Publicado em 11/02/2020 19:32 - Atualizado em 11/02/2020 19:32

Crédito da foto: Reprodução/Mossoró Hoje


Do De Fato - Policiais Civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) na madrugada da última quinta-feira, 6, um patrimônio de alto padrão de Carlos Alexandre Martins Salviano. O imóvel é avaliado em R$ 1.200.000,00.

Nem do Abolição, como é mais conhecido, é natural de Mossoró e é suspeito de vender drogas enviadas por países vizinhos. Ele foi preso em flagrante na noite da última quarta-feira, 5, depois de uma abordagem de rotina da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Canguaretama/RN.

A propriedade está localizada na Zona Rural de São José de Mipibu, na comunidade do Sítio Malhada. No decorrer da ação no local, foram encontrados várias munições de calibre 12, rádio comunicador (HT) na frequência da policia local, além de diversos documentos e anotações pessoais dele e de sua família, constatando que Carlos Alexandre é suspeito de ser um dos maiores fornecedores de drogas do Estado do Rio Grande Norte. A investigação ainda o aponta como suspeito de financiar roubos a banco, na modalidade conhecida como novo cangaço.

Em 2018, a Polícia Civil localizou uma granja que seria no nome de Carlos Alexandre, onde era realizada a distribuição de drogas. Nesse local, foram presas seis pessoas. À época da investigação, o lugar foi avaliado em R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais).

A mulher dele que também era foragida, identificada como Fernanda Belarmino da Silva, também foi presa na semana passada em um estacionamento de um supermercado, em Parnamirim, por uma equipe de policiais da Deicor.

Segundo a Deicor, a mossoroense é considerada uma das maiores traficantes do Rio Grande do Norte. Fernanda estava foragida desde outubro de 2018, fruto de uma operação integrada com a Delegacia de Patos.

A Polícia Civil pede para que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181 ou pelos números da DEICOR (84) 3232-2862 e (84) 98135-6796.


250 x 100
250 x 100
Contato
contato.novacruzoficial@bol.com.br

Direção Geral: 84 98718-8468