Nordeste
Associação de militares do RN repudia machismo na PM do Ceará; entenda
Os policiais militares envolvidos na conversa são do 11º Batalhão de Polícia Militar, em Itapipoca, no interior do ceará

Publicado em 17/07/2020 18:36

Foto/Ilustrativa

A Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares do RN (ASSPMBMRN) emitiram nota repudiando os comentários desrespeitosos feitos por policiais militares do Ceará em relação às policiais femininas da corporação.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A conversa em áudio entre os militares ocorreu em uma rede social na noite da quarta-feira (15), vindo a público nesta última quinta-feira (16). Um policial afirmou que tem uma opinião sobre as policiais do sexo feminino: "Elas eram pra estarem no quartel, para tirar o estresse da gente, tá entendendo? Se chegasse estressado, elas estavam lá para resolver a parada."

"Essa ideia foi boa, eu queria isso agora. Isso é uma ideia para chegar no Comando Geral. As voluntárias", continua o policial.

Um segundo PM também diz estar de acordo: "Essa tese aí, eu tinha pensado nisso. Sou obrigado a concordar. Os policiais sofrem muito do estresse psicológico, pressão psicológica muito grande na rua."

Os policiais militares envolvidos na conversa são do 11º Batalhão de Polícia Militar, em Itapipoca, no interior do ceará.

Leia a íntegra da nota:

Nota de Repúdio

A Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares do RN (ASSPMBMRN) vem a público repudiar os comentários desrespeitosos feitos por alguns policiais militares do Ceará em relação às policiais femininas da corporação. Esta conversa em áudio, entre os militares, ocorreu em uma rede social na noite da quarta-feira (15), vindo a público nesta última quinta-feira (16).

A ASSPMBMRN abomina toda e qualquer conduta machista, que propague desrespeito à mulher, seja no âmbito pessoal ou profissional. Consideramos vergonhoso o desrespeito ao qual as mulheres da Polícia Militar do Ceará, e de todo o Brasil, foram expostas através dos comentários dos policiais da PMCE.

Vale salientar que temos policiais femininas em todos os estados brasileiros há pelo menos 35 anos. Tempo suficiente para o reconhecimento do valor da atuação feminina como profissionais da Segurança Pública na missão de servir e proteger a sociedade. Visto que todas ingressaram nas corporações através de concurso, para a mesma atividade, independentemente do sexo biológico, sendo igualmente profissionais que merecem respeito.

Além de não pactuarmos com a atitude, esperamos que a PMCE apure os fatos e responsabilize devidamente os autores desta atitude vergonhosa. Inclusive, já acionamos a assessoria jurídica da ASSPMBMRN para que medidas judiciais sejam tomadas neste sentido. Às mulheres policiais, todo nosso apoio.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Fonte: Portal Grande Ponto


Contato
contato.novacruzoficial@bol.com.br

Direção Geral: 84 98718-8468