Nordeste
Duas mulheres são presas por tentativa de fraude em auxílio-reclusão no Nordeste
Benefício é concedido a familiares de segurados do INSS que estejam presos

Publicado em 12/06/2019 22:45

Sabrina (esq.) e Vanusa foram presas tentando sacar benefício com documentação falsa. Foto: Divulgação / Polícia Federal

Duas moradoras de Lajedo, no Agreste pernambucano, foram presas nesta terça-feira (11) por utilizarem documentos falsos para retirar um benefício retroativo de auxílio-reclusão. Sabrina Ferreira de Araújo, 20 anos, e Vanusa Maria dos Santos, 20, foram flagradas em uma agência bancária de Garanhuns quando tentavam sacar R$ 62 mil. O auxílio-reclusão é um benefício previdenciário pago pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) aos dependentes de um segurado que esteja preso, desde que ele não receba salário ou aposentadoria.

A dupla foi presa em flagrante pela Polícia Militar em uma agência do Bradesco após um alerta emitido à instituição financeira pela Polícia Federal. Segundo a PF, Sabrina deu entrada no benefício apresentando documentação falsa e recebeu voz de prisão no local.

Em depoimento, Sabrina confessou ter alterado a documentação de seu filho de 7 anos no intuito de forjar o parentesco da criança com um homem que está preso. Ela disse que foi procurada por uma mulher ligada ao presidiário e que o valor seria depositado na conta da pessoa que providenciou toda a documentação falsa. Só depois é que os valores fraudados seriam distribuídos para todos que participaram do golpe.

As suspeitas foram levadas à Delegacia da Polícia Federal em Caruaru, onde foram indiciadas por tentativa de estelionato e por crime contra entidade pública federal. Elas serão encaminhadas nesta quarta-feira (12) a audiência de custódia.

Do OP9


Contato
contato.novacruzoficial@bol.com.br

Direção Geral: 84 98718-8468