Nordeste
Novo Cangaço no Nordeste: 86 mortos em 15 batalhas entre polícia e quadrilhas
Levantamento do Portal OP9 contabilizou 14 ocorrências fatais envolvendo policiais e integrantes do Novo Cangaço

Publicado em 03/07/2019 10:07 - Atualizado em 03/07/2019 10:07

Foto: Reprodução/OP9

Especial do Portal OP9 - Pelo menos 79 suspeitos de participação em quadrilhas de assaltos a bancos e carros-fortes morreram em confrontos com forças policiais em cidades do interior do Nordeste desde abril de 2018. Levantamento do Portal OP9 contabilizou 14 ocorrências fatais envolvendo policiais e integrantes do Novo Cangaço, como vem sendo chamado o fenômeno dos grupos criminosos fortemente armados que atacam instituições financeiras.

Dos nove estados do Nordeste, apenas o Rio Grande do Norte não registrou mortes recentes de três ou mais assaltantes de uma só vez em conflitos com policiais. Seis pessoas inocentes e um soldado da PM também foram vítimas fatais da guerra contra os assaltantes.  Do total de mortes, 55 foram registradas em 2018 e 31 em 2019.   

De acordo com nota conjunta das polícias militares de Pernambuco e Paraíba, os oito suspeitos mortos na madrugada desta terça-feira (2) em Barra de São Miguel, na Paraíba, integravam um bando armado especializado em investidas a bancos. No dia anterior, quatro integrantes do grupo, segundo a PM, participaram da ação armada contra um mercadinho e contra uma casa lotérica que resultou na morte do policial militar André Silva em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste Pernambucano.

Antes da investida, a mesma organização já tinha participado de “diversos” assaltos a bancos, incluindo um em Belo Jardim e outro em Santa Cruz do Capibaribe. “Nossa operação se iniciou desde a investida em Santa Cruz do Capibaribe. Os serviços de inteligência da PM monitoravam a quadrilha e, às 3h30 desta madrugada, o restante do grupo, quatro suspeitos em dois carros, chegou ao local para resgatar os demais. Foi quando se iniciou o confronto. Tentou-se a rendição, mas como já é uma prática desse tipo de criminosos, eles atentaram contra a vida dos policiais. Socorremos feridos para uma unidade de pronto atendimento, mas não resistiram. Eram bandidos extremamente perigosos”, afirmou o tenente-coronel Lúcio Flávio de Campos, comandante do 24° Batalhão da PM.

Os corpos de seis homens e duas mulheres foram empilhados na caçamba de uma picape e levados pelos policiais até a UPA de Santa Cruz do Capibaribe. No caminho até a unidade de saúde, a população aplaudiu o comboio com os cadáveres enquanto os PMs respondiam acenando para os moradores. Em tom de desabafo, o comandante do 24º Batalhão chegou a discursar e foi bastante aplaudido. Ele disse que os criminosos reagiram à abordagem e que foram socorridos pelos policiais. Os corpos foram levados ao IML de Caruaru na tarde desta terça-feira (2).

A estratégia policial de atirar para matar vem dando resultados geralmente comemorados pelos secretários de Defesa Social do Nordeste. Também não é a primeira vez que os corpos dos suspeitos são empilhados em caçambas de veículos. Bastante descentralizadas e fortemente armadas, as quadrilhas de assaltos a bancos não costumam atuar no estado de origem, o que dificulta o trabalho de investigação.

Mortes em conflitos entre quadrilhas e policiais no Nordeste em 2019:

1- Arapiraca (Alagoas)
Quatro suspeitos foram mortos durante confronto com a Polícia Militar na madrugada do dia 24 de fevereiro após ação criminosa na agência dos Correios no município de Arapiraca, em Alagoas. Eles são suspeitos de integrar uma quadrilha de roubo a banco em Mato Grosso com atuação em outros estados.

2- Lauro de Freitas (Bahia)

Armas apreendidas com assaltantes foram apresentadas pela Polícia Militar da Bahia. Foto: divulgação Internet

Armas apreendidas com assaltantes foram apresentadas pela Polícia Militar da Bahia. Foto: divulgação Internet

Três suspeitos de fazer parte da quadrilha que atacou a agência do Banco do Brasil de Barreiras, na Bahia, foram mortos na tarde do dia 13 de maio em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador. A PM baiana informou que os suspeitos estavam em uma pousada e reagiram quando foram baleados.

3- Cocal (Piauí)

Nove suspeitos foram mortos em ação da polícia contra assaltantes de banco em Cocal, no Piauí. Foto: divulgação internet

Nove suspeitos foram mortos em ação da polícia contra assaltantes de banco em Cocal, no Piauí. Foto: divulgação internet

Nove suspeitos foram mortos na manhã do dia 5 de maio, em Cocal, localidade no Norte do Piauí. Os assaltantes fariam parte de uma quadrilha de roubos a bancos de Minas Gerais. Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Piauí, eles foram mortos após reagirem à prisão.

4 – Lagarto (Sergipe)

Polícia de Sergipe divulgou armamento pesado utilizado pela quadrilha. Foto: divulgação Polícia Civil

Polícia de Sergipe divulgou armamento pesado utilizado pela quadrilha. Foto: divulgação Polícia Civil

Seis integrantes da organização criminosa teriam reagido à prisão e foram mortos em confronto com a Polícia. Segundo investigação, eles pretendiam explodir as agências bancárias do município de Simão Dias.

5- Santa Cruz do Capibaribe (Pernambuco)/ Barra de São Miguel (Paraíba)

 

Um policial militar e oito suspeitos morreram durante uma ação de uma quadrilha de assaltos a bancos no Agreste de Pernambuco no dia 1º de julho. Após parte da quadrilha matar um soldado da PM, oito integrantes do grupo foram mortos pela PM em Barra de São Miguel, na Paraíba.

Confira os casos de abril a dezembro de 2018 clicando no link abaixo:

Desafio da polícia contra o novo cangaço é evitar a morte de reféns


Contato
contato.novacruzoficial@bol.com.br

Direção Geral: 84 98718-8468