Declarações
Bolsonaro diz que lockdown é “caminho para quebrar o Brasil”, e que “vai faltar dinheiro para pagar servidor público”
“O Brasil está se tornando um país de pobres”, declarou o presidente

Publicado em 14/05/2020 12:32 - Atualizado em 14/05/2020 12:32

Foto/Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta quinta-feira (14), na saída do Palácio da Alvorada, que as medidas restritivas impostas por diversos estados para controlar o avanço do novo coronavírus pioram a crise no país. Ele afirmou que “vai faltar dinheiro para pagar servidor público”. (VÍDEO AQUI)

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

“O Brasil está se tornando um país de pobres”, declarou o presidente. “Para onde está indo o Brasil? Vai chegar um ponto que o caos vai se fazer presente aqui.”

Ele afirmou que a determinação de lockdown (bloqueio total das atividades) não é o ideal para lidar com a crise causada pela pandemia. “Esse é o caminho do fracasso, quebrar o Brasil”, disse.

Dirigindo-se aos jornalistas presentes, ele comentou que ligou para Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, nesta manhã e este informou que aumentará para quatro meses o tempo que clientes poderão atrasar o pagamento de imóvel.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

“2,3 milhões de clientes da Caixa Econômica que pagam casa própria pediram para pausar o crédito. Como regra, a Caixa permitia o atraso até dois meses. Resolveu prorrogar por mais um mês, para três meses”, disse Bolsonaro. “Conversei com ele [Pedro Guimarães] agora, comum acordo, e ele disse que vai aumentar para quatro meses.”

Segundo o presidente, não adianta apenas prorrogar pois quem perdeu o emprego e teve redução salário não consegue pagar a prestação. “O que está sobrando de dinheiro tá sendo para comida”, disse ele.

CNN Brasil

Brasil ultrapassa Alemanha e França em casos registrados de Covid-19 e já o 6º do mundo

No mesmo dia, o Brasil ultrapassou a França e a Alemanha no número de casos registrados do novo coronavírus. Com 178.800 infectados até agora, segundo levantamendo da CNN ontem à noite junto às secretarias estaduais, o Brasil então passou a ser o 6º do mundo com mais casos da nova doença. A Covid-19 até agora não tem cura, tratamento nem vacina. Ontem, dia 12, a França tinha 178.349 casos, e a Alemanha, 173.171, segundo dados da OMS tabulados pela Universidade Johns Hopkins.

Especialista ensina truque simples para acabar com a dor de cabeça em 10 segundos

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Depilar as partes íntimas é mais perigoso do que você imagina

Dor no estômago: 11 causas e como tratar com remédios, chás e mais

Essa passagem do Brasil acontece em um momento em que a epidemia dá sinais de perda de força na Europa Ocidental. Lá, vários países, com atenção maior à Itália e posteriormente Espanha, formavam o 2º epicentro global de Covid-19. É o caso também da França e Alemanha. Apesar do grande número de mortos, quase 27 mil, os franceses têm conseguido reduzir a velocidade da doença. A curva dos dois países é semelhante, porém, a letalidade na Alemanha é muito menor.


Contato
contato.novacruzoficial@bol.com.br

Direção Geral: 84 98718-8468