Atentado
Homem mata ex com golpe de canivete, invade igreja e mata mais três fiéis em Minas
O circuito interno da igreja registrou o autor entrando no local e rendendo as vítimas.

Publicado em 22/05/2019 17:10

Foto/Reprodução

Do G1 - Um homem assassinou a ex-namorada na noite desta terça-feira (21) em Paracatu, região Noroeste de MG, e depois invadiu uma igreja evangélica na mesma cidade e matou mais três pessoas a tiros: duas mulheres e um homem.

  • Heloísa Vieira Andrade, de 59 anos, ex-namorada do assassino
  • Rosangela Albernaz, de 50 anos
  • Marilene Marins de Melo Neves, 38 anos
  • Antônio Rama, 67 anos, pai do pastor da igreja

De acordo com o tenente-coronel da PM Luiz Magalhães, Rudson Aragão Guimarães, 39 anos, estava na casa da família dele, no Bairro Bela Vista, juntamente com a ex-companheira, a mãe e a irmã. No local, ele golpeou a ex-namorada no pescoço com um canivete e seguiu para a Igreja Batista Shalom, que fica a três quarteirões da casa.

"Ele chegou alucinado e com falas desconexas, procurando pelo pastor e dizendo que iria matar ele", afirmou Magalhães. Pelo menos 20 pessoas participavam de uma reunião no local.

Imagens de uma câmera de segurança registraram o momento em que o homem chegou, por volta das 18h47. Ele arrancou o portão e invadiu o local. Já o circuito interno da igreja registrou o autor entrando no local e rendendo as vítimas

O pastor Evandro Rama celebrava o culto, foi perseguido e juntamente com outras pessoas, conseguiu fugir pelo fundo da igreja. Conforme a ocorrência, ele pulou um muro, fraturou o pé e foi levado para o Hospital Municipal. O estado de saúde é estável.

Testemunhas disseram para a Polícia Civil que o pastor sofria ameaças do assassino e que, a princípio, o motivo seria uma repreensão da igreja em relação as atitudes do autor dos tiros.

Três pessoas foram atingidas com tiros na cabeça dentro da igreja. Uma equipe da polícia passava pelo local e ouviu os disparos. No início da investigação, a PM havia informado que o pastor era casado com a ex-namorada do assassino, mas a informação foi retificada. Ainda não se sabe o envolvimento do assassino com as pessoas na igreja.

"Neste momento, os militares entraram e dispararam um tiro contra o autor. Foi constatado que ele ainda tinha seis munições intactas e pelo cenário ainda faria uso das munições contra outras pessoas", falou o comandante.

O assassino foi socorrido para o Hospital Municipal de Paracatu e passou por cirurgia. Segundo informou a administração, o estado de saúde é estável. As vítimas serão enterradas em Paracatu e Uberlândia.


Contato
contato.novacruzoficial@bol.com.br

Direção Geral: 84 98718-8468