Boa Notícia
Pesquisadores chineses dizem ter tratamento que pode interromper a pandemia sem uma vacina
O tratamento pode estar disponível antes do final do ano

Publicado em 20/05/2020 11:10 - Atualizado em 20/05/2020 11:10

EFE/EPA

Pesquisadores chineses dizem ter desenvolvido um tratamento capaz de interromper a pandemia de Covid-19, enquanto uma centena de laboratórios em todo o mundo compete para produzir uma vacina contra o novo coronavírus. Um medicamento em fase de testes na prestigiada Universidade de Pequim (Beida) permitiria não apenas acelerar a cura dos doentes, mas também imunizar temporariamente contra a Covid-19. Em entrevista à AFP, o diretor do Centro de Inovação Avançada em Genômica de Beida, Sunney Xie, explicou que o tratamento funciona em camundongos. Seu laboratório extraiu anticorpos de 60 pacientes curados da doença e os injetou em roedores.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

– Após cinco dias, sua carga viral foi dividida por 2.500. Isso significa que esse medicamento em potencial tem um efeito terapêutico – afirmou.

Um estudo sobre esta pesquisa, publicado no domingo na revista especializada “Cell”, considerou que é um remédio potencial contra a doença e apontou que permite acelerar a cura.

– Somos especialistas em sequenciamento de células únicas, não imunologistas ou virologistas. Quando constatamos que nossa abordagem nos permitiu encontrar um anticorpo que neutraliza o vírus, ficamos muito felizes – comentou o professor Xie.

Segundo ele, o tratamento pode estar disponível antes do final do ano.

– A preparação dos ensaios clínicos está em andamento – acrescentou o pesquisador, especificando que serão realizados na Austrália e em outros países.

Com o declínio da pandemia na China, o país não tem portadores suficientes do vírus para realizar testes em humanos.

– O que esperamos é que esses anticorpos se tornem um medicamento especial para interromper a pandemia – disse.

O GLOBO


Contato
contato.novacruzoficial@bol.com.br

Direção Geral: 84 98718-8468