Preso
Polícia Civil do RN prende suspeito de aplicar golpes financeiros em idosos
O homem emprestava dinheiro aos idosos com juros e ficava com o cartão da vítima

Publicado em 20/05/2020 16:33 - Atualizado em 20/05/2020 16:33

Foto/Divulgação

Uma ação da Delegacia de Polícia Civil de Apodi, com apoio de policiais militares da cidade, resultou na prisão em flagrante de um homem investigado pela prática de crimes financeiros contra idosos.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

 Segundo a Polícia Civil, o suspeito emprestava dinheiro aos idosos da região, com juros de até 40% ao mês e retinha os cartões de aposentadoria e benefício do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) das vítimas.

O suspeito foi preso nesta terça (19), no momento em que os policiais cumpriam um mandado de busca e apreensão na residência dele. No local, foram apreendidos cartões bancários de idosos, anotações de dados bancários das vítimas e notas promissórias.

A Polícia Civil informou ainda que o homem emprestava dinheiro aos idosos com juros e ficava com o cartão da vítima, afirmando que era a forma de garantir o pagamento. Com os dados das vítimas, ele passava a movimentar as contas dos idosos contraindo empréstimos e praticando outras fraudes. Além disso, ele sacava mensalmente a integralidade dos valores das aposentadorias das vítimas.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia Também:

Descubra as principais causas da menstruação escura e o que fazer

Cinco coisas que jamais deve fazer com os filhos dos outros

Especialista alerta: Miojo pode causar infarto, AVC e até câncer, diz nutricionista

“Durante a investigação, uma das vítimas nos relatou que tomou um empréstimo de 1.000 reais no ano passado e que teve os cartões retidos. Além de sacar mensalmente a aposentadoria, o suspeito já havia retirado o 13º salário de 2019 e já havia feito antecipação da parcela de 2020. Em um determinado momento, a vítima pediu os cartões de volta e o homem alegou que só devolveria caso ela pagasse o valor de 1.000 reais que havia sido emprestado. Ou seja, o modus operandi do suspeito foi organizado para obter muitos valores das vítimas, durante um prazo prolongado”, detalhou o delegado de Apodi, Paulo Nilo.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.


Contato
contato.novacruzoficial@bol.com.br

Direção Geral: 84 98718-8468