Recomendação
OMS pede que filhos e netos liguem sempre para pais e avós confinados
As famílias devem ajudar as pessoas idosas a entender as informações sobre o coronavírus para poderem se manter saudáveis.

Publicado em 02/04/2020 17:52

Foto/Reprodução

As medidas de confinamento para interromper a transmissão do coronavírus estão deixando consequências, principalmente entre os mais vulneráveis, idosos e doentes. Por isso, nesta quinta-feira (2), a Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu a familiares e amigos que liguem para essas pessoas pelo menos uma vez por dia para que elas não se sintam abandonadas.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

"Quero passar uma mensagem para os mais jovens, manter os avós em segurança significa que eles não podem visitá-los pessoalmente, mas ligar para eles, conversar com eles todos os dias para que não se sintam sozinhos. Distância física não significa isolamento social", disse o chefe do escritório da OMS na Europa, Hans Klunge.

O médico, responsável pela OMS em mais de cinquenta países — que vão da Europa Ocidental à Eurásia, Rússia e Israel —, disse que as famílias devem ajudar as pessoas idosas a entender as informações sobre o coronavírus para poderem se manter saudáveis.

A Cruz Vermelha Espanhola identificou, nesta linha, 400.000 pessoas em alto risco para o coronavírus e dirigiu uma campanha informativa a eles. Na Irlanda, as associações esportivas, além de ligar diariamente para os idosos, fazem compras para eles e deixam na frente de suas portas para evitar qualquer contato que possa colocá-los em risco.

95% dos casos de infecção por coronavírus na região europeia da OMS têm mais de 60 anos e 50% do total tem mais de 80, mas a tendência a desenvolver uma forma grave da doença provavelmente está mais relacionada ao estado saúde geral da pessoa do que com a idade.

Em uma coletiva de imprensa virtual, Klunge disse que oito em cada dez pessoas que morreram sofriam de pelo menos uma doença crônica.

No entanto, o responsável também enfatizou que "qualquer noção de que o COVID-19 afeta apenas os idosos é falsa", uma vez que entre 10 e 15% dos casos moderados a graves têm menos de 50 anos de idade.

Na Espanha e na Itália, os países mais afetados da Europa, 10% dos que morreram de coronavírus estavam na faixa de 70 a 79 anos, disse ele.

Quando o confinamento estrito ou parcial foi imposto na maioria dos países da região, a OMS pediu a todos os afetados - embora com ênfase especial nos idosos — que prestem atenção à sua nutrição, façam atividades físicas e fiquem longe tabaco e álcool.

"Mesmo dentro de casa, você pode ser fisicamente ativo. Se estamos sentados, trabalhando ou assistindo televisão, vamos nos levantar pelo menos a cada hora, estabelecer uma rotina diária com objetivos, como fazer 30 minutos de exercício", disse um especialista da a organização.

As aultas virtuais de exercícios também são uma opção, mas, se alguém não souber acessá-las, ouvir música e dançar também é uma boa alternativa, defendeu.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O especialista da OMS Manfred Huber enfatizou que manter uma conexão social é essencial para as pessoas, principalmente se elas moram sozinhas.

"Você precisa motivá-los e ajudá-los a encontrar uma atividade que os interesse, que os diverte, para que eles mantenham sua saúde física e mental. Também deve haver uma rotina regular de sono e evitar assistir a notícias o dia todo", recomendou.

Agência EFE


Contato
contato.novacruzoficial@bol.com.br

Direção Geral: 84 98718-8468