Postado em 09 de Março de 2018 ás 18:55 h
Presidente do Senado recebe recado assustador na porta de casa
Intimidação explícita (Ueslei Marcelino/Reuters)
Publicidade

Da Coluna Radar/Veja - Autor do projeto que obriga a instalação de bloqueadores de celulares em presídios, Eunicio Oliveira recebeu um recado assustador esses dias.

A mensagem pichada na calçada em frente à casa do presidente do Senado, em Fortaleza, avisava: “Presídio mudo, Eunício morto”.

O emedebista mandou apagar o recadinho no dia seguinte.

Mais sobre o projeto

O Congresso Nacional caminha para repassar ao governo a conta da instalação de bloqueadores de sinal de celulares e radiotransmissores em presídios. Em regime de urgência, a Câmara votará projeto aprovado no Senado que tira a responsabilidade das operadoras. Pela proposta, o Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) bancará o gasto inicial estimado em 1,5 bilhão de reais.

Acordo entre lideranças das duas Casas estabeleceu que as empresas ficarão responsáveis, num segundo momento, por bancar o funcionamento e a manutenção dos aparelhos. Na conta preliminar do Ministério da Justiça, isso consumirá 200 milhões de reais por ano nas 347 unidades prisionais para condenados a regime fechado no país.

petra

Presidente do Senado e autor do projeto, Eunício Oliveira (MDB-CE) argumentou que uma sobra do Funpen de 2017 pode bancar a instalação de bloqueadores até seis meses após a aprovação do texto. Uma emenda estabeleceu que as empresas devem arcar com o custo em caso de “escassez” de verba. Em conversas reservadas, Eunício afirmou que não pode passar a conta para operadoras que estão “quebradas”.

Por: Nova Cruz Oficial
Comentários ()