Postado em 22 de Novembro de 2018 ás 22:30 h
Governo prepara onze escolas do RN para o Ensino Médio Integral em várias cidades; Saiba
Foto/Reproducao

O Governo do Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria Estadual de Educação (SEEC), está preparando mais onze escolas do estado para implantar em 2019 o Ensino Médio Integral. A implantação está prevista no Plano Estadual de Educação e deve provocar mudanças na estrutura física e organizacional das escolas.

As novas escolas onde a modalidade será implantada estão nos municípios de Acari (Escola Estadual Iracema Brandão), Apodi (Escola Estadual Maria Zenilda Gama), Ipanguaçú (Escola Estadual Manoel de Melo Montenegro), Natal (Escola Estadual Ferreira Itajubá, Escola Estadual Walfredo Gurgel, Escola Estadual Reginaldo Teófilo), Martins (Escola Estadual Joaquim Inácio), Ceará Mirim (Escola Estadual Augusto Xavier de Góis – Praia de Muriú), Parnamirim (Escola Estadual Apolinário Barbosa – Praia de Pirangi), São José de Mipibu (Escola Estadual Hilton Gurgel de Castro) e Touros (Escola Estadual Isabel Barbosa).

O subcoordenador do Ensino Médio da SEEC, Manoel Netto, explica que será necessário fazer a reorganização da rede porque a partir de 2019 os alunos de ensino médio só poderão se matricular nessas escolas se for na modalidade de tempo integral. Eles passarão o dia todo e entre as atividades obrigatórias e de conhecimentos específicos em áreas que se identificarem, contarão com três refeições.

“No caso de professores para atuarem nessas turmas estamos estudando a unificação para quem tem mais de um vínculo com o Estado, de modo a ficar somente na referida escola, além disso, trabalharemos com o incentivo em horas extras para outros casos. As escolas passarão por adaptação, por meio de reformas ou ampliação para acolher esta modalidade de ensino com os espaços de aprendizagem necessários. Os recursos estão disponíveis pelo Governo Federal para o reforço na estrutura física e aquisição de materiais e equipamentos”, explica o subcoordenador.

Ele diz que os alunos que já estiverem matriculados nessas escolas e não puderem cumprir a nova carga horária, que passa de 800 para 900 horas, terão que procurar outra escola. Apenas no caso específico de Apodi é que as duas modalidades estão sendo ofertadas na mesma escola. “Há todo um estudo na escolha dessas escolas porque o aluno que não se matricular nessa modalidade integral terá que ser transferido para outra unidade e por isso as escolas escolhidas estão próximas de outras para onde a transferência possa ocorrer de forma mais fácil. Além disso, os alunos dessas escolas também contam com transporte escolar”, declara.

É o que vai ocorrer em Natal na Escola Estadual Walfredo Gurgel, do bairro Candelária, onde alunos poderão ser transferidos para a Escola Estadual Regulo Tinoco, distante cerca de 2 km já no bairro vizinho de Lagoa Nova. Nesse redimensionamento, o mesmo poderá ocorrer com alunos do Ensino Fundamental onde a estrutura das escolas precisarem ser alteradas e só puderem abrigar alunos do Ensino Médio Integral, já que os espaços serão utilizados por estes durante todo o dia, não havendo o revezamento de turmas como ocorre normalmente em turnos distintos. Da forma como se planeja, as escolas precisarão ser ampliadas para que essas transferências não precisem ocorrer, entretanto, essas ampliações só devem ocorrer de forma gradual.

Por: Nova Cruz Oficial
Comentários ()