Postado em 15 de Abril de 2018 ás 12:26 h
Em mais um ataque, Record dispara contra Marcelo Adnet e quadro do Tá no Ar
O jornalista Marcelo Adnet (Foto: Globo/Cesar Alves)
Publicidade

Não é novidade para ninguém que a Record vem usando o seu portal oficial de notícias, o R7, para propagar certas opiniões que antes chegaram a ser vistas em pleno domingo na TV. Sem assinatura, os textos são levados ao ar como uma espécie de editorial do grupo, que dessa vez disparou contra o programa Tá no Ar e o humorista Marcelo Adnet.

Tudo ocorreu por causa de um novo quadro do programa de sátiras da Globo em que um religioso, dono de igreja, mostrava a outros milionários o que estava fazendo para alcançar o sucesso vendendo “ilusões”. No final do quadro, os empresários descobrem que o dono da igreja na verdade estava lá para comprar a empresa de todos eles.

A críticas, muito provavelmente, foi vista pelos dirigentes da Record – emissora ligada à Igreja Universal – como uma crítica ao modelo de evangelização adotado pela instituição, que adota a polêmica Teologia da Prosperidade em seus cultos.

No R7, um texto intitulado “Em desespero, Adnet se vulgariza e promove o ódio” foi ao ar pouco tempo após a exibição do quadro da Globo. O mais curioso é que, como pontua o jornalista Ricardo Feltrin, nenhuma menção direta à Record ou à Universal foram vistas no quadro.

Forçando bastante, se pode fazer uma relação entre a pomba branca exposta sobre uma pilha de dinheiro com a presente no logo da igreja. Símbolo, inclusive, que pode ser visto em inúmeras denominações, e não apenas referenciando a Universal.

hjj

Outro fator que pode ter contribuído para que os diretores da empresa fizessem tal associação foi a voz usada por Marcelo Adnet, semelhante a de pastores como o próprio Edir Macedo e também nomes como Valdomiro Santiago, rival direto da Universal.

Adnet, vale ressaltar, já fez piada com diversas religiões no Tá no Ar. Um dos quadros que mais fizeram sucesso no programa, por exemplo, é o da Galinha Preta Pintadinha, que faz referência a religiões afro.

TV Foco

Por: Nova Cruz Oficial
Comentários ()