Postado em 12 de Janeiro de 2019 ás 10:31 h
Em 11º dia de violência, suspeitos explodem torre de energia no Ceará
Foto/Reproducao
Publicidade

No 11º dia consecutivo de violência no Ceará, suspeitos explodiram uma torre de transmissão de energia na cidade de Maracanaú, na Grande Fortaleza, na madrugada deste sábado (12). As informações são do repórter Ricardo Lima, da TV Cidade, afiliada da RecordTV, no Estado. 

Por volta da 1h da manhã, moradores relatam ter escutado uma forte explosão e um apagão afetou ruas e avenidas de Maracanaú. A torre de transmissão de energia atacada pertence à Companhia Hidrelétrica do São Francisco. 

O apagão teria durado cerca de 25 minutos e o fornecimento de energia foi restabelecido gradativamente. A polícia chegou ao local para atender a ocorrência na BR-020, que liga a capital, Fortaleza, a região metropolitana. 

A rodovia ficou interdiatada por algum tempo e uma equipe de esquadrão antibomba também foi acionada. Como o terreno era escuro e havia risco de choque, não foi possível a retirada de todos os explosivos. Até o momento, não há registro de feridos, já que o local era considerdo de difícil acesso. 

Onda de violência 

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, chega a 319 o número de pessoas presas ou apreendidas por participação nos atos criminosos registrados no Ceará. O balanço corresponde às detenções até as 17 horas desta sexta-feira (11).

Os ataques a instalações, ônibus e prédios públicos tiveram início após a declaração do novo secretário de Administração Penitenciária do Estado, Luís Mauro Albuquerque, que afirmou não reconhecer facções criminosas no estado. Ele disse que a divisão de presos em unidades prisionais não irá mais obedecer a distribuição por vínculos com organizações criminosas.

Leia mais direto do R7

Por: Nova Cruz Oficial
Comentários ()