Postado em 08 de Fevereiro de 2019 ás 21:09 h
Número de cães e gatos abandonados cresce durante o verão no RN
Foto/Reproducao
Publicidade

É comum em quase todas as cidades do Rio Grande do Norte encontrar animais de estimação abandonados nas ruas. Entretanto, este número tem aumentado significativamente durante o verão. De acordo com estimativas de ONGs que cuidam de animais rejeitados, o número de cães e gastos nesta situação, entre dezembro e março, aumenta cerca de 15%.

O principal motivo seriam as viagens de férias de alguns tutores, que acabam largando os cães e gatos nas ruas (ou até mesmo nas próprias casas), sem pedir que alguém cuide do local no período em que estiverem fora.

Para o veterinário Pollastry Diógenes, que tem notado essa realidade, o abandono acaba desencadeando outros problemas, como a superpopulação de animais em situação de rua.

“A maioria dos animais não são castrados e, por isso, vários filhotes nascem diariamente, aumentando ainda mais os índices. Esse crescimento descontrolado acarreta acidentes e novas doenças entre eles”, explicou o profissional.

Pollastry alertou para a necessidade da conscientização sobre a posse responsável. “É preciso que os tutores ou donos, como costumam ser chamados, tenham a responsabilidade de cuidar do animal. Devido a facilidade do comércio hoje em dia, muitos encaram o cão e o gato como um produto, que pode ser facilmente descartado, e não é bem assim”, destacou o veterinário.

O abandono de animais em logradouros públicos é crime previsto em lei. Quem cometê-lo pode ser punido com prisão, multa e perda da guarda do animal.

Do Agora RN

Por: Nova Cruz Oficial
Comentários ()