Interior do RN
Suspeito de integrar organização criminosa dedicada à pistolagem é preso no interior do RN
Sebastião Felizardo é condenado à prisão por morte cometida em 1993. Ele é suspeito de integrar a Gangue Fardada

Publicado em 10/09/2019 11:34 - Atualizado em 10/09/2019 11:34

Foto/Ilustrativa

Após informação anônima encaminhada ao Disque Denúncia 127, o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), com apoio da Polícia Militar, capturou Sebastião Felizardo dos Santos. Contra ele, havia dois mandados de prisão expedidos pela Justiça de Pernambuco. Sebastião Felizardo foi suspeito de integrar a Gangue Fardada, organização criminosa dedicada à pistolagem e roubo de carros e de cargas que atuou nos anos 1990, em Alagoas.
 
O criminoso foi localizado na cidade de São Bento do Norte. Após uma denúncia anônima feita ao Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), órgão do MPRN, agentes iniciaram um trabalho de investigação que culminou com a prisão dele nesta segunda-feira (9).
 
Sebastião Felizardo é condenado a 11 anos pelo homicídio de Gilmar da Silva Neres, crime ocorrido no ano de 1993 no município de Xexéu/PE. Ele tem outro mandado de prisão em aberto por ser denunciado como autor da morte do vereador Inácio Loyola, da cidade de Catende/PE, também em 1993. Esse crime foi um dos investigados pela CPI da Pistolagem, da Assembléia Legislativa de Pernambuco na década de 1990. Sebastião é irmão do ex-cabo da PM/AL Cícero Felizardo, que foi condenado a 33 anos pelo homicídio do delegado Ricardo Lessa, irmão do ex-governador de Alagoas Ronaldo Lessa.
 
Disque Denúncia
 
A população pode colaborar com o MPRN na localização de criminosos. Para isso, o MPRN oferece um canal direto para denúncias de crimes em geral, o Disque Denúncia 127. A identidade da fonte será preservada.

Além do telefone, as denúncias também podem ser encaminhadas por Whatsapp para o número (84) 98863-4585 ou e-mail para denuncia@mprn.mp.br. Os cidadãos podem encaminhar informações em geral que possam levar à prisão de criminosos, denunciar atos de corrupção e crimes de qualquer natureza. No Whatsapp, são aceitos textos, fotos, áudios e vídeos que possam comprovar as informações oferecidas.


250 x 100
Contato
contato.novacruzoficial@bol.com.br

Direção Geral: 84 98718-8468