Nordeste
Policial militar mata ex-companheira a tiros e se mata em seguida, em Pernambuco
A família contou à polícia que o casal passava por um momento conturbado na relação

Publicado em 19/05/2022 16:25

Foto/Reprodução

Do G1 - Um policial militar, identificado como Alef Joanes, de 23 anos, matou ex-companheira, Débora Siqueira, de 21, a tiros e se matou em seguida, no bairro Indianópolis, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. O caso aconteceu no início da manhã desta quarta-feira (18).

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O casal estava junto há menos de 1 ano.

(Correção: a informação inicial que chegou ao g1 foi que Débora era esposa de Alef. Mas, em entrevista ao AB1, o delegado Eric Costa informou que o casal morava junto, mas havia se separado recentemente. A informação foi corrigida às 6h14)

Policiais militares passavam próximo ao local quando ouviram disparos de arma de fogo. No local, a equipe encontrou os corpos do PM e da mulher. "Tudo indica que o casal teve uma discussão. Ele chegou na residência onde ela estava, residência da família dela. Eles moravam juntos, mas tiveram uma separação recente. Infelizmente, ocorreu essa tragédia", disse o delegado Eric Costa.

 

A família contou à polícia que o casal passava por um momento conturbado na relação.

A vítima trabalhava em uma operadora de celular e cursava direito.

O caso será investigado pela Polícia Civil.

Policial militar mata ex-companheira a tiros e se mata, em Caruaru — Foto: Caruaru no Face/Divulgação


250 x 100
Contato
contato.novacruzoficial@bol.com.br

Direção Geral: 84 98718-8468