Brasil
Homem mata namorada e deixa enteada de seis anos assistindo TV
Criança não presenciou o crime, mas a mãe foi encontrada sem vida dentro do quarto

Publicado em 13/05/2022 07:52

Foto/Reprodução

 
 Um homem, identificado como Cássio Pereira dos Santos, matou a namorada, Vitória Fagundes, asfixiada, na madrugada desta quarta-feira (27), em Goiânia.
 
Segundo a Polícia Civil, a filha da vítima de apenas seis anos, foi encontrada pelos policiais sentada na sala, assistindo televisão. Ela não presenciou o crime, mas a mãe foi encontrada sem vida dentro do quarto. Cássio enviou áudios para uma amiga da vítima logo depois do crime, dizendo que havia acontecido ‘algo gravíssimo’. Ele também enviou mensagens para a ex-mulher, confessando o feminicídio e, logo em sequêcia, se matou.

O crime aconteceu em um apartamento no Bairro Goiá, na capital.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Câmeras de segurança gravaram o momento em que Vitória, de apenas 22 anos, chegava ao edifício junto com o companheiro e a filha.

Horas depois, Cássio é visto saindo sozinho do prédio.

Homem mata namorada

Homem mata namorada e deixa enteada de 6 anos assistindo TV, em Goiânia

Homem mata namorada e envia áudios: ‘aconteceu algo gravíssimo’

De acordo com as investigações, ele enviou um áudio para uma amiga de Vitória.

Na mensagem de voz, ele pede para que a mulher vá ao apartamento. “Aconteceu algo na casa da Vitória aqui, vai lá para você pegar a [filha da vítima]. Ela está dentro do quarto. […] A Vitória está dentro do quarto, aconteceu um negócio gravíssimo”, disse.

A corporação afirma ainda que, além dessa amiga, Cássio também mandou mensagens para a ex-mulher confessando que tinha matado a companheira asfixiada. A mulher acionou a polícia, que ao chegar ao local, encontrou a filha da vítima sentada na sala, assistindo televisão. A menina não presenciou o crime, segundo os agentes civis. No entanto, Vitória estava morta dentro do quarto.

Assim que confirmado o crime, a polícia saiu em busca de Cássio. Porém, ele foi encontrado morto.

O caso segue sendo investigado. Segundo a polícia, o casal tinha um relacionamento de oito meses, mas nos últimos dois meses, havia decidido morar junto. Sendo assim, a principal linha de investigação é que os dois tiveram uma briga antes do crime, que culimou na morte da mulher. Entretanto, não se sabe o motivo.

Do site Mais Goiás


250 x 100
Contato
contato.novacruzoficial@bol.com.br

Direção Geral: 84 98718-8468