Brasil
Jovem de 18 anos morre enquanto filmava irmão policial limpar arma
Maria Vitória morreu após levar um tiro acidental do irmão mais velho

Publicado em 18/06/2022 08:02

Foto/Reprodução

Um policial civil foi preso nesta quinta-feira (16/6) após matar acidentalmente a irmã. O caso ocorreu em Botucatu, São Paulo, enquanto Leonardo Matheus Carmello, de 28 anos, que acabou de se concluir o curso de formação de agente de papiloscopia (servidor que analisa digitais humanas deixadas em locais de crime), pediu para que Maria Vitória Carmello, de 18 anos, o filmasse enquanto limpava a arma, o momento em que arma automática disparou e acertou o pescoço da jovem.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Os policiais que atenderam o chamado desconfiaram da forma alterada que estava o irmão da jovem e solicitaram um exame de dosagem alcoólica no agente de papiloscopia, realizado pelo Instituto Médico Legal (IML), que mostrou que o autor do disparo estava embriagado.

Maria chegou a ser levada até o pronto-socorro do Hospital das Clínicas (HC), mas ela não resistiu ao ferimento. 

Quando chegou ao local do acidente, a casa dos envolvidos, a polícia encontrou a cena do crime já limpa pelos demais integrantes da família.

De acordo com Leonardo o disparo teria acontecido na cozinha da casa e o projétil teria atravessado o pescoço de sua irmã e atingido uma parede.

O policial civil ainda está preso enquanto aguarda uma audiência de custódia, que definirá se ele ficará preso ou se responderá ao processo pela morte da irmã em liberdade.

As informacoes sao do G1


250 x 100
Contato
contato.novacruzoficial@bol.com.br

Direção Geral: 84 98718-8468