Brasil
Técnica de enfermagem atuava como agiota e foi morta por dívida de R$ 35 mil, diz polícia
Corpo de Danyanne da Cunha Januário da Silva, de 35 anos, foi localizado nesta quarta-feira (3); dois suspeitos foram presos. Segundo investigação, eles atuavam no esquema de empréstimo de dinheiro.

Publicado em 03/08/2022 18:01

Foto/Reprodução

APolícia Civil do Distrito Federal afirma que a técnica de enfermagem Danyanne da Cunha Januário da Silva, de 35 anos, atuava como agiota e foi morta ao cobrar uma dívida de um homem que atuava no esquema junto com ela.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O corpo da vítima, que estava desaparecida desde 27 de julho, foi encontrado nesta quarta-feira (3).

Dois suspeitos, de 24 e 26 anos, foram presos por envolvimento com o crime. O corpo de Danyanne foi encontrado em um terreno na região de chácaras do Incra, em Brazlândia.

A polícia suspeita que ela tenha sido morta com um tiro na cabeça, no mesmo dia do desaparecimento.

Segundo os investigadores, as apurações indicam que "a vítima estava envolvida com empréstimos financeiros. Os suspeitos eram captadores de clientes, de quem recebiam os valores e, posteriormente, repassavam para ela".

Ainda de acordo com a polícia, um dos suspeitos passou a ter problemas com os recebimentos e acumulou uma dívida de mais de R$ 35 mil com a vítima. No dia do crime, Danyanne se encontrou com os criminosos para receber parte da dívida, no Riacho Fundo I.

Durante o encontro, segundo a polícia, um terceiro homem teria se aproximado com arma em punho, e simulado um assalto. Esse suspeito ainda não foi identificado pelos investigadores. Eles afirmam que, em seguida, a vítima foi levada ao Incra e executada.

No dia do desaparecimento, o carro da vítima foi flagrado por um radar, na BR-040, perto de Valparaíso, no Entorno do DF. Até esta quarta-feira, o veículo ainda não tinha sido encontrado. Danyanne deixa dois filhos, um de 11 anos e outro de 13 anos.

Durante o encontro, segundo a polícia, um terceiro homem teria se aproximado com arma em punho, e simulado um assalto. Esse suspeito ainda não foi identificado pelos investigadores. Eles afirmam que, em seguida, a vítima foi levada ao Incra e executada.

As investigações foram lideradas pela 29ª Delegacia de Polícia, no Riacho Fundo I. Os suspeitos foram autuados em flagrante por ocultação de cadáver e, segundo a polícia, serão responsabilizados também por homicídio qualificado e roubo de veículo.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Danyanne da Cunha Januário da Silva desapareceu depois de sair para cobrar dívida, no DF — Foto: Arquivo pessoal

Danyanne da Cunha Januário da Silva desapareceu depois de sair para cobrar dívida, no DF — Foto: Arquivo pessoal

No dia do desaparecimento, o carro da vítima foi flagrado por um radar, na BR-040, perto de Valparaíso, no Entorno do DF. Até esta quarta-feira, o veículo ainda não tinha sido encontrado. Danyanne deixa dois filhos, um de 11 anos e outro de 13 anos.

Do G1


250 x 100
Contato
contato.novacruzoficial@bol.com.br

Direção Geral: 84 98718-8468