Saiba
Polícia Civil vai investigar bilhetes em penitenciárias do RN
A Polícia Civil, não confirmou a quantidade de pessoas que serão investigadas

Publicado em 10/05/2022 07:33 - Atualizado em 10/05/2022 07:33

Foto/Reprodução

A Polícia Civil confirmou que abriu inquérito para investigar a entrada de bilhetes de criminosos em penitenciárias do Rio Grande do Norte. As oitivas começam nesta terça-feira (10) e visam apurar os episódios atribuídos a advogados durante visitas aos seus clientes.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

De acordo com a Polícia, o inquérito será conduzido pela Delegacia de Nísia Floresta, município onde é localizado o Complexo Penal de Alcaçuz.

De acordo com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), apenas neste ano foram identificados dez episódios de bilhetes encontrados com profissionais do direito – sete em Alcaçuz.

A Polícia Civil, no entanto, não confirmou a quantidade de pessoas que serão investigadas, nem quais crimes estão sendo investigados.

Por conta da prática, os advogados precisam, agora, passar por um aparelho de raio-x (bodyscam) semelhante aos já utilizados nos aeroportos. Além disso, estão limitados a apenas 30 minutos de atendimento por cliente.

Diante da norma, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RN) afirmou que discorda da rigidez nas medidas, alegando que essas ferem o livre exercício da profissão dos bacharéis e o direito constitucional de defesa do cidadão, mas informou que apura o caso de advogados envolvidos na comissão de ética.

Tribuna do Norte


250 x 100
Contato
contato.novacruzoficial@bol.com.br

Direção Geral: 84 98718-8468