A governadora Fátima Bezerra (PT) confirmou, durante reunião com prefeitos do Rio Grande do Norte, que o Estado receberá as primeiras doses da vacina contra o coronavírus até o dia 31 de janeiro.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A informação foi repassada pela gestora durante a reunião na Escola de Governo nesta sexta-feira (08), para tratar sobre o Plano de Imunização do Rio Grande do Norte. Ainda de acordo com Fátima, o Rio Grande do Norte está preparado estruturalmente para receber as vacinas, dispondo de seringas suficientes para a imunização e espaço de armazenamento para as doses.

O Ministério da Saúde anunciou ontem a assinatura de contrato com o Instituto Butantan para adquirir até 100 milhões de doses da vacina Coronavac contra a covid-19 para o ano de 2021, produzidas pelo órgão em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac.

Uso emergencial

Nesta sexta-feira (08) a Anvisa recebeu o pedido de autorização temporária de uso emergencial, em caráter experimental da vacina Coronavac. O pedido foi enviado pelo Instituto Butantan.

A Anvisa já iniciou a triagem dos documentos presentes na solicitação e da proposta de uso emergencial que o laboratório pretende fazer.

As primeiras 24h serão utilizadas para fazer uma triagem do processo e checar se os documentos necessários estão disponíveis. Se houver informação importante faltando, a Anvisa pode solicitar as informações adicionais ao laboratório. O prazo de 10 dias, não considera o tempo do processo em status de exigência técnica.

Para fazer sua avaliação, a Anvisa vai utilizar as informações apresentadas junto com o pedido e também as informações já analisadas pela Anvisa por meio da Submissão Contínua. A análise do pedido de uso emergencial é feita por uma equipe multidisciplinar, envolve especialista das áreas de registro, monitoramento e inspeção.

Via Grande Ponto