Saiba Mais
Após acusação forte, vocalista do grupo Molejo admite que teve relação com cantor mas afirma que foi consesual
Anderson confirmou que teve relações com Maylon, mas de maneira consensual. O MC diz que foi forçado.

Publicado em 06/02/2021 17:20 - Atualizado em 06/02/2021 17:20

Foto/Reprodução

O cantor Anderson Leonardo, do grupo Molejo, negou nessa sexta-feira (5), em depoimento à polícia, que tenha estuprado o cantor e dançarino Maylon Douglas Pinto do Nascimento Adão, o MC Maylon, de 21 anos.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Anderson confirmou que teve relações com Maylon, mas de maneira consensual. O MC diz que foi forçado.

"Aconteceu tudo consensual, foi tudo permitido. Essa acusação de estupro eu nego (...) A galera vai ver que é verdade que aconteceu sim uma coisa entre eu e ele, mas tudo permitido", disse Anderson ao deixar a 33ª DP (Realengo).

O gerente e um funcionário do hotel onde teria ocorrido o crime eram esperados para prestar depoimento, mas só devem ser ouvidos na semana que vem.

A polícia também ainda aguarda imagens do local.

MC prestou depoimento

Nesta quinta-feira (4), Maylon prestou um novo depoimento sobre o caso. Ele e a mãe, Jupira, foram ouvidos pela polícia por cerca de quatro horas.

Em seguida, ele passou por um exame de corpo de delito no Instituto Médico-Legal (IML), no Centro do Rio.

“Estou passando por tratamento psicológico, minha família é a base de tudo. Eu não esperaria isso de um cara que eu chamava de pai, eu tatuei ele no meu braço, e ele ter feito isso comigo” , contou Maylon.

O MC diz ainda que entrou em depressão após o episódio. Segundo Maylon, antes do suposto estupro ele acreditava estar indo para uma reunião com o cantor do Molejo. “[Ele] Falou que era uma reunião sigilosa, e fez isso tudo comigo”, contou.

"Hoje eu estou muito mais forte pra falar. [Anderson] Era um cara que eu chamava de pai, de padrinho", disse Maylon.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Segundo o MC, o crime aconteceu em dezembro do ano passado num hotel em Sulacap, na Zona Oeste do Rio. O vocalista do Molejo teria chamado Maylon para a reunião e, quando já estavam no carro, Anderson Leonardo teria mudado a rota para o hotel.

Os investigadores também vão analisar um boletim de atendimento médico no Hospital Pedro II.

De acordo com o delegado, Maylon apresentou a cueca com manchas de sangue e o sabonete usado no local. O material será encaminhado para análise em laboratório.

Desabafo em rede social

Em uma rede social, Maylon fez vídeos com desabafos. Ele afirmou que perdeu a vaidade e que não tem mais usado maquiagem desde então.

"Hoje meu mundo é isso que eu vivo, sem maquiagem. Eu era tão vaidoso, passava tanta maquiagem, meus amigos e amigas sabem disso. E dentro do hotel ele falou pra mim: 'você tem cara de puta, de prostituta, jamais achava que você era virgem com essas roupas'."

O sonho de Maylon, segundo contou, era casar virgem. "Eu queria ter me casado virgem e ele acabou com o meu sonho", disse o cantor.

O cantor também incentivou que mulheres e homossexuais denunciem casos de abuso.

"É muito triste, mulheres, gays, não deixem ninguém fazer isso com vocês, vocês são fortes. Eu não vou deixar o Anderson Leonardo acabar com meu sonho, minha vida e minha carreira. (...) Não fiquem com medo, denunciem."


Contato
contato.novacruzoficial@bol.com.br

Direção Geral: 84 98718-8468